8.9.11

EXPOSIÇÃO | MARTINHO MENDES

Martinho Mendes expõe Desenho e Instalação na Galeria ASVS. A exposição com o título 'Sobre a Mesa' abre ao público Sexta-Feira, 23 de Setembro, pelas 22H00 e estará patente até ao dia 2 de Novembro. A abertura contará com a presença do artista.



A exposição lança ao olhar do observador um conjunto de referências visuais que apontam directamente para a mesa enquanto palco de inúmeras relações simbólicas e sociais. O artista trabalhou a partir de um conjunto de desenhos industriais para toalhas de bordado da Madeira, adquiridas em antigas casas de produção e venda deste artesanato típico da ilha.
Explorando o vídeo, a pintura e a instalação, a presente exposição dá a ver uma perspectiva metafórica de um objecto/espaço que encerra em si a expressão simultânea da beleza e da agressividade.




Martinho Mendes nasceu na Ilha da Madeira em 1981. Pós graduado em Educação Artística pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Licenciado em Artes Plásticas – Ramo de Ensino, pela Universidade da Madeira em 2006.
Professor de Artes Visuais, é actualmente o responsável pelo serviço educativo do Museu de Arte Sacra do Funchal onde exerce, em regime de mobilidade, funções de natureza técnico-pedagógica.
Enquanto artista plástico expõe regularmente desde 2000 contando com algumas exposições individuais a partir de 2006. Expõe pela segunda vez na Galeria ASVS, depois de 'As nossas memórias nos mentem', 2009.

MOSTRA DE JOALHARIA | THAÍS DIAS E RUI BARROS

Thaís Dias e Rui Barros expõem Joalharia na Galeria ASVS com extensão ao Restaurante Artemísia. A exposição com o título 'Joalharia de Fusão' abre ao público Sexta-Feira, 23 de Setembro e estará patente até ao dia 30 de Dezembro.



“Joalharia de fusão” passa por fundir diferentes experiências criando peças únicas e originais. Rui Barros e Thaís Dias inspiram-se nas formas geométricas e nas cores. Tendo como meio de estudo a natureza, elaboram peças ergonómicas, praticas e muito usuais. Esta colecção tende a dar um frescor ao que lhes é apresentado hoje na joalharia tradicional Portuguesa. Esta exposição é a primeira que fazem em conjunto e pretende mostrar os diferentes trabalhos e técnicas de joalharia já realizados. Usam prata com coral, acrílico, âmbar, pedras semi-preciosas e comuns, criando peças ousadas e exclusivas, sem fugir ao delicado e subtil que a natureza lhes proporciona. A instalação é feita por Arlete e Silva que interage através da reciclagem artesanal, criando cenários de fundo para a exposição.


Thaís Dias nasceu em São Paulo, Brasil, em 1983 e vive em Portugal desde 1998. Passou por diferentes áreas desde as humanidades à comunicação. A sua chegada ao Porto e a frequência da Escola Artística de Soares dos Reis, despertaram-lhe o interesse por arte e futuramente a sua paixão por joalharia. Na joalharia é influenciada por Lalique, Gótico e pela Natureza presente em cada peça desenvolvida. Participou em várias feiras de artesanato pelo país e iniciou o contacto com outras áreas artísticas, como as artes circenses, as quais pratica até aos dias de hoje. Nas suas peças sentem-se as texturas das matérias usadas. Sem perder as delicadezas das formas. Cria peças confortáveis, praticas, actuais e no feminino.


Rui Barros nasceu na cidade do Porto em 1980. Vindo de uma família de ourives, o seu interesse pela joalharia começou muito cedo. Frequentou a Escola Artística de Soares dos Reis. Participou no evento “A influência Árabe no têxtil e na ourivesaria”, Ateneu Comercial do Porto, 2001 e foi seleccionado para participar no 9º encontro do PLE (Parlament Lycéen Européen), “Uma peça a dois”, 2001, Arezzo – Itália e no 10º encontro do PLE, “Da pluralidade para a unidade”, Porto, 2002. Participou ainda no workshop “World Fold-Forming” realizado pelo professor Charles Lewton Brain, Canadá. Estágio em Gondomar na Linha Ouro Jóias. Uma das maiores paixões é a geometria descritiva que aplica nas suas peças de colecção. Usa a perspectiva cónica como ferramenta de desenho como reflectem algumas das peças em exposição na Galeria ASVS.


Arlete e Silva nasceu no Porto em 1981. Autodidacta. Viveu na África de Sul durante a infância e em Portugal estudou na Escola Artística Soares dos Reis, no Porto. Interessa-se por diversas áreas distintas tais como arte, área infantil, ecologia e terapias alternativas. Os 3 R’s representam uma máxima na sua vida. Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Nos seus trabalhos produz objectos e acessórios com material reutilizado. Pinta e considera que a criação artística se envolve com a sua própria vida.

Fotografias da autoria de Fernando Bagnola.