13.7.09

CONVERSAS NA CASA VERDE | AS FRONTEIRAS DO DESENHO



Realizou-se no dia 27 de Junho a primeira conversa na Casa Verde sob o tema “As fronteiras do Desenho”. Iniciou-se com uma breve apresentação dos convidados, Rui Neto e Sérgio Silva, seguida de uma introdução ao tema, com textos de Merleau-Ponty e Paul Virilio, contrapondo conceitos distintos relativos à percepção e registo do mundo visível.
Rui Neto, falou sobre os trabalhos que integram a exposição ‘Interstícios Urbanos’ e sobre a motivação por de trás da sua concepção. Os trabalhos procuram questionar a eficácia do desenho, na descrição de espaços perceptíveis apenas pelo movimento e a ‘quase’ impossibilidade da sua caracterização no recurso a outras técnicas. Houve quem sugerisse que o trabalho de Rui Neto explora já uma linguagem e um discurso artístico para lá da simples questão da representatividade e da caracterização formal dos espaços, levando a conversa para a uma discussão triangular sobre percepção/memória/comunicação.
Sérgio Silva falou-nos da importância do desenho no ensino, na formação e educação das crianças e adolescentes. Mostrou trabalhos de uma aluna com necessidades especiais, onde se percebia claramente a evolução das suas faculdades cognitivas ao longo do ano escolar, particularmente nas capacidades de percepção, apreensão e comunicação dos conteúdos leccionados.
A conversa terminou de forma descontraída e com sentido de humor, após a realização de um exercício de expressão corporal relacionado com o tema proposto pelo Miguel Cabral.
A todos os presentes, o nosso agradecimento.

Sem comentários: